Trabanca, agosto de 2019.- A Associação VinDuero-VinDouro pública através do website www.premiosvinduero.com o Palmarés 2019 dos Prémios VinDuero-VinDouro em Feminino  que contém o resultado das votações das juradas integrantes no Comité de Prova desta edição.

Reina de Castilla Verdejo Fermentado em Barrica é o vinho galardoado com o Grande Arribe de Ouro em Feminino na celebração da 15ª Edição do Concurso Internacional de Vinhos Prémios VinDuero-VinDouro 2019. Trata-se de um vinho branco com envelhecimento em barrica da D.O. Rueda que obteve uns estrondosos 96,50 pontos.

Os Prémios VinDuero-VinDouro são o maior concurso internacional de vinhos de Espanha e Portugal. Um evento de prestigio que conta consecutivamente com um painel de prova de grande prestigio que avalia os melhores vinhos de ambos países, tendo celebrado nesta 15ª Edição a 3ª em feminino graças ao êxito e enorme repercussão obtida nos anos anteriores.

Nesta edição o Júri, composto por 60 especialistas do mundo dos vinhos, entre eles as 30 mulheres que avaliaram os mais de 900 vinhos apresentados a concurso, entregou 128 medalhas: 127 Arribes de Ouro em feminino e 1 único Grande Arribe de Ouro em feminino ao vinho Reina de Castilla Verdejo Fermentado em Barrica.

Os prémios mais destacados foram para Pata Negra Organic de J. García Carrión na categoria de Espumantes e Cavas. Dentro dos vinhos brancos destaca-se o galardoado com o Grande Arribe de Ouro em feminino Reina de Castilla Verdejo Fermentado em Barrica e Valle de Passos de Quinta Valle de Passos. Entre todos os rosés, o que obteve a maior pontuação foi o vinho Arribes de Vettonia Rosé da Bodegas Arribes del Duero. Nos tintos merecem especial menção os vinhos Quinta dos Termos Reserva Touriga Nacional da Quinta dos Termos, Pata Negra Roble de J. García Carrión, Quinta da Silveira Grande Escolha da Soc. Agr. Vale da Vilariça-Quinta da Silveira e Solmayor Tinto Jovem de Bodega Soledad. Como melhor vinho generoso o grupo de provadoras especialista escolheu Quinta da Silveira Porto Tawny 10 anos da Soc. Agr. Vale da Vilariça-Quinta da Silveira e como melhor Vinho de Autor o mais pontuado foi o vinho Altos R Pigeage da Altos de Rioja Viticultores y Bodegueros.

Este ano estreou-se uma nova categoria para os vermutes que surpreendeu pela grande adesão por parte das adegas que apresentaram um elevado número de vermutes a concurso e pela parte do Júri que premiaram a sua qualidade. Nesta categoria, as senhoras provadoras outorgaram quatro medalhas de ouro, no entanto a maior pontuação obtida foi para o vermute Txurrut Vermut Vintage de Vegame.


Quanto às Denominações de Origem Geográficas, as mais premiadas nos Prémios em feminino foram as DOs portuguesas do Douro-Porto com 23 galardões e Beira Interior com 9 medalhas conquistadas, juntamente com as Denominações de Origem espanholas de Rueda com 9 vinhos premiados e Toro e Ribera del Duero com 7 medalhas cada uma. Estes dados demonstram o excelente trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelos produtores nestas regiões que se veem refletidos na excelente qualidade dos seus vinhos e no grande aumento de participação dos vinhos portugueses no concurso. Outras Denominações de Origem ou IGP que também viram os seus vinhos premiados pelo Júri feminino são Alicante, Arribes, Bierzo, Calatayud, Campo de Borja, Castilla y León, Cava, Cigales, Islas Canarias, Gran Canaria, Jerez, Jumilla, La Mancha, Málaga y Sierra de Málaga, Manchuela, Penedés, Rías Baixas, Ribeiro, Rioja, Sierra de Salamanca, León, Uclés, Valdepeñas, Vino de la Tierra de Zamora e Vinos de Madrid entre as espanholas. e em Portugal Alentejo, Bairrada, Dão, Tejo, Palmela, Trás-Os-Montes e Vinho Verde.



O Comité de Prova em feminino foi composto por 30 provadoras internacionais de grande prestigio, com María Isabel Mijares y García Pelayo -como Presidente-, Adela Viscay, Aiping Chen Liu, Alexandra Silva, Alma García, Ana Almeirante, Ana Alonso de Letamendia , Ana Alves, Ana Urbano, Arminda Ferreira, Begoña Jovellar, Carla Tiago, Carmen de Aguirre, Cristina Tierno, Elena García de la Peña, Helena Mirá, Inés Salas, Julia del Castillo, Mar Galván, Mar Sánchez, María Giménez, María Amparo Godinho, Marina García, Misericordia Bello, Olga Cardoso, Patricia Dos Santos, Rose-Michelle Bensadon, Sandra Sousa, Sara Peñas e Yolanda Hidalgo.


Os Prémios VinDuero-VinDouro em feminino têm como objetivo dar visibilidade ao importante papel que a mulher desempenhou e desempenha dentro da cultura do vinho, um mundo que sempre esteve cercado por homens e no qual, cada vez mais, o género feminino exige maior protagonismo e merece que este seja reconhecido. Pretendemos, também, que os resultados do concurso sirvam de instrumento para que as adegas possam chegar às preferencias deste importante segmento de compradoras e consumidoras de vinhos que se tem vindo a incorporar mais recentemente no mercado.



Juntamente com os Galardões Arribe, os Prémios em feminino serão entregues a 16 de novembro, sábado, em Pinhel, inseridos nas comemorações da Feira Beira Interior: Vinhos & Sabores que se celebra durante esse fim-de-semana no município luso. Durante a Gala, na qual participarão todos os produtores premiados, poder-se-ão degustar em forma de Salão de Prova todos os vinhos premiados nesta 15ª Edição do Concurso a 3º em feminino dos Prémios VinDuero-VinDouro.



Por último, a Associação VinDuero-VinDouro, organizadora do Certame, deseja agradecer a todas as adegas participantes e ás várias Denominações Geográficas de Origem espanholas e portuguesas pelo seu apoio e confiança e por apostarem uma vez mais, ou pela primeira vez, neste Concurso Internacional e transfronteiriço que luta pelo desenvolvimento da cultura vitivinícola e por dar a conhecer a grande qualidade dos vinhos que se produzem em ambos os lados da Raia.